Marcação de ponto: um funcionário fraudou o registro. E agora?

O que é a marcação de ponto?

A marcação de ponto é obrigatória para estabelecimentos com mais de 20 colaboradores. Ela auxilia tanto a empresa quanto o colaborador, garantindo que os direitos de ambas as partes serão assegurados. 

Há diversas ferramentas para a marcação de ponto, como os livros de ponto, relógios cartográficos, eletrônicos e softwares de ponto on-line.

Contudo, algumas dessas ferramentas podem possibilitar fraudes e alterações nas informações. Dessa forma, diversos problemas podem ser gerados para a empresa, que não garante a veracidade das informações registradas.

Descobri que um colaborador fraudou o ponto. Como isso é possível?

O termo “buddy punching”, ou “ponto amigo” é usado para explicar esse episódio. Ele indica, basicamente, um amigo ou colega realizando a marcação de ponto no lugar do outro. A prática do ponto amigo pode acontecer, principalmente, em empresas que utilizem senhas, cartões magnéticos ou cartões manuais para registro do ponto.

Pode parecer absurdo, mas essa situação é muito comum. Para evitar comunicar o RH de um atraso ou saída antes do término da jornada de trabalho, muitos funcionários pedem para que um terceiro registre o ponto em seu lugar, no horário correto. Assim, ao analisar os registros, o RH não perceberá nenhuma falha. 

Porém, essa atitude prejudica tanto a empresa quanto o colaborador, afetando, principalmente, a confiança do empregador. 

O que fazer se a fraude na marcação de ponto for descoberta?

Ao identificar uma fraude, a empresa pode demitir o funcionário por justa causa. Entretanto, é importante reforçar que essa situação deve ser analisada com muita cautela, para que não ocorram injustiças. 

É necessário diferenciar quando realmente ocorre uma fraude e quando ocorre um imprevisto ou esquecimento por parte do funcionário. Ocasionalmente, um colaborador pode precisar sair mais cedo e esquecer de bater o ponto. A fim de evitar uma confusão, em casos assim, é importante manter o diálogo aberto entre a equipe de RH e os demais funcionários.

Para evitar que situações assim ocorram no seu ambiente de trabalho, é ideal optar por métodos seguros para a marcação de ponto. Podemos citar alguns para facilitar a sua escolha:

Ponto Biométrico

Os relógios de ponto com biometria são excelentes para a marcação de ponto. Como as digitais são difíceis de serem burladas, garantem maior segurança e veracidade no registro das informações. 

Além disso, os aparelhos de ponto biométrico são dinâmicos, possibilitando o registro não somente por biometria, mas também através de cartões de proximidade RFID e senhas individuais. 

Essa ferramenta para marcação de ponto também garante segurança jurídica para sua empresa. Os relógios de ponto seguem as diretrizes do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) e, portanto, em casos de processos trabalhistas, é possível comprovar os registros e horários. 

Software de ponto com foto

Um software de ponto on-line também é uma opção interessante. Podendo ser instalado em um smartphone, tablet ou notebook, o software registra uma foto em tempo real, sendo um método eficaz. 

Além disso, oferece flexibilidade aos colaboradores que trabalham remotamente, visto a praticidade do uso e a ausência de necessidade de um aparelho fixo para a marcação. Esse tipo de software gera relatórios para a equipe de RH ter controle das entradas, saídas e pausas dos colaboradores em tempo real. 

Ainda possui alguma dúvida referente a marcação de ponto? Comente aqui e te ajudaremos a esclarecer com especialistas em controle de ponto.

 

 

Copyright © 2020 REP Relógios (Lei 9610 de 19/02/1998) Todos os Direitos Reservados - Sistemas Licenciados para REP Relógios

projeto webdna